Design sem nome (14)

Índice Dow Jones de Sustentabilidade7 min read

blockchain-para-desenvolvimento-sustentavel

Conteúdo

O que é blockchain?

Blockchain é um assunto relativamente novo e complexo, que define a junção entre tecnologia e finanças.

Para entender, blockchain é um sistema que permite rastrear o envio e recebimento de alguns tipos de informações pela internet. São pedaços de código gerados online que carregam informações conectadas – como blocos de dados que formam uma corrente – daí vem o nome, “block” = blocos, “chain” = corrente.

É esse sistema que permite o funcionamento e transação das chamadas criptomoedas, ou moedas digitais.

A tecnologia surgiu a partir do artigo “Bitcoin: um sistema financeiro eletrônico peer-to-peer”, de autoria de Satoshi Nakamoto (pseudônimo do suposto criador do bitcoin), para que se pudesse usar o bitcoin, mas hoje serve para várias criptomoedas e para o envio de informações. A tecnologia é confiável pois é descentralizada e espalhada pelo mundo inteiro.

Em uma explicação bastante didática do Nubank, sobre como funciona a tecnologia, temos:

  • Os blocos com informações estão conectados mundialmente através da computação em nuvem, tecnologia que garante o processamento de grande quantidade de dados.

  • Cada informação é validada por vários computadores ao redor do mundo e cada vez que ela é validada o bloco recebe um “selo”, ou seja, é selado por códigos complexos e se junta a outros blocos.

  • Para segurança, cada bloco carrega o seu código e o código do bloco anterior, sendo assim mais difícil acessar as informações.

Em resumo a tecnologia é constituída por cadeias de blocos, compostos por informações e “hash” (selo de códigos complexos).

Vantagens desta tecnologia

A principal vantagem desta tecnologia é a descentralização, ou seja, está em todo lugar e não tem um dono, por isso é considerada segura.

Além disso, por ter várias camadas de segurança é quase impossível invadir os blocos. Quando o sistema reconhece violação ele trava imediatamente.

Uma outra vantagem para as empresas é a facilidade, rapidez e, a já citada segurança, para a transferências de ativos entre filiais, sem a necessidade de agentes financeiros intermediando.

Outras vantagens são:

  • Gerenciar registros privados descentralizados.
  • Acompanhar a procedência de produtos e materiais.
  • Diminuição de desvios financeiros.

Apesar das vantagens citadas acima, muito ainda se fala da desconfiança que as pessoas têm frente à essa nova tecnologia.

Como o blockchain se relaciona com o desenvolvimento sustentável?

O blockchain é considerado uma tecnologia alinhada ao desenvolvimento sustentável. Entre soluções que auxiliam o desenvolvimento sustentável a partir desta tecnologia iremos falar de algumas que já existem ou estão sendo desenhadas.

Em 2020 dois irmãos, Carlos Nobre e Ismael Nobre, resolveram criar um projeto. O projeto se chama Amazônia 4.0 que inclui um biobanco na Amazônia. O biobanco utilizará da tecnologia de blockchain para armazenar o sequenciamento genômico de espécies da floresta ou o DNA.

Assim, será possível ter um registro permanente e seguro e um controle de onde vêm e para onde vão as informações, garantindo a propriedade intelectual dos dados. Assim, também ajudará a resolver outro problema, o da biopirataria.

Esse tipo de projeto contribui para que os desmatadores possam enxergar a floresta como local de inovação e de se fazer dinheiro, sem derrubar árvores.

Segundo a revista EXAME, os investidores estão cada vez mais aceitando aplicar em preservação e em uso sustentável das florestas. Com os critérios de investimentos baseados em ESG (tradução: ASG – ambiental, social e governança), o setor financeiro topa colocar parte de seus recursos em investimentos que sejam aplicados em causas relacionadas a ESG. Este é o momento de criar oportunidades de investimentos baseados em blockchain para dar maior transparência e segurança ao investidor.

Blockchain na gestão de resíduos

Como apresentado no artigo sobre “5 tecnologias que fortalecem a gestão de resíduos sólidos”, uma das tecnologias que auxiliam e fortalecem a gestão de resíduos é a telemetria, ou seja, o rastreamento dos resíduos desde sua geração até a sua destinação ou disposição ambientalmente adequada.

Na gestão de resíduos a tecnologia de blockchain vem sendo utilizada para o rastreamento de resíduos, pois todas as pessoas e empresas que fazem parte do ciclo validam os dados, tornando-os mais confiáveis.

Na prática, a empresa que gera o resíduo e o entrega ao transportador coloca as informações em um arquivo digital, o transportador valida essa informação e leva o material até o destinador, seja uma cooperativa ou um comprador de recicláveis ou até o aterro sanitário. O destinador novamente valida as informações. No final as informações estão documentadas e sem divergências, garantindo a transparência e segurança para todos os envolvidos no ciclo de destinação e disposição.

Na Recicla.Club temos solução para problemas com a gestão de resíduos sólidos. Fazemos o rastreamento dos resíduos a partir da nossa plataforma, de forma transparente e segura.

Precisa ter mais segurança no rastreamento dos seus resíduos? Converse com uma de nossas consultoras.

Gostou?

Que tal compartilhar este artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
como vender sucata metalica

Como vender sucata metálica?

Vender materiais que iriam para aterros sanitários é bastante interessante, mas antes de querer vender qualquer tipo de resíduo, é importante que

Índice Dow Jones de Sustentabilidade

Índice Dow Jones de Sustentabilidade

Conteúdo O que é sustentabilidade empresarial? A sustentabilidade pode ser entendida como uma questão de se estabelecer distribuição igualitária de bem-estar associado

como vender sucata metalica

Como vender sucata metálica?

Vender materiais que iriam para aterros sanitários é bastante interessante, mas antes de querer vender qualquer tipo de resíduo, é importante que

como vender sucata metalica

Como vender sucata metálica?

Vender materiais que iriam para aterros sanitários é bastante interessante, mas antes de querer vender qualquer tipo de resíduo, é importante que