Design sem nome (14)

O que reciclar: o papel da coleta seletiva6 min read

cores da coleta seletiva

Em comparação entre os anos de 2010 e 2019, houve um crescimento de 18% de resíduos gerados no Brasil, segundo o Panorama 2020 – Abrelpe.

Conteúdo

Ainda segundo o Panorama, cada brasileiro, em 2019, produziu 379 kg de resíduos. Nesse mesmo ano a taxa de reciclagem foi de apenas 2,1%, de acordo com o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento – SNIS. O aumento da quantidade reciclada encontra barreiras nas necessidades primárias, apenas 41,4% da população tem acesso à coleta seletiva.

Com a atualização do Plano Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, o país tem uma meta de aumentar para 72,6% a população que tem acesso à coleta de resíduos e aumentar até 2040 para 20% a reciclagem deste material coletado. Apesar da meta ser animadora, são conhecidos os adiamentos de metas de resíduos sólidos, como a meta de fechamento dos lixões, que foi estabelecida primeiro pela Política Nacional de Resíduos Sólidos para 2014 e foi adiada para 2024 pelo Novo Marco do Saneamento Básico.

O que é reciclagem?

A palavra reciclagem tem origem na língua inglesa (recycle), onde “re” significa repetir e “cycle” significa ciclo.

reciclagem é o processo de transformações físico-química dos resíduos em outros produtos ou em matéria-prima para a fabricação de novos produtos. Segundo o site Toda Matéria, a reciclagem no Brasil tem mais de 100 anos e teve início com a reutilização de matéria-prima na indústria de celulose.

Com a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS é apresentado o conceito de responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida de um produto, ou seja,o poder público, empresas e pessoas físicas são responsáveis pelos seus resíduos, sendo que os fabricantes seriam responsáveis pela reciclagem de seus produtos. Hoje em dia, a logística reversa de alguns produtos já é regulamentada, como é o caso das lâmpadas fluorescentes e eletroeletrônicos, mas ainda vemos o descarte incorreto desses resíduos.

Qual a importância da reciclagem?

A importância da reciclagem está principalmente ligada com a diminuição de resíduos enviados para aterros sanitários, o que diminui gradativamente o seu tempo de vida útil e também com a diminuição do descarte incorreto desses materiais que acabam poluindo o ar, o solo e o sistema hídrico. Além disso, o aumento da reciclagem garante uma menor necessidade de extração de matérias primas virgem.

As vantagens de se aumentar a reciclagem estão diretamente ligadas com o desenvolvimento sustentável, abrangendo as questões ambientais, sociais e econômicas. Muitas empresas já estão percebendo que coletar e fazer a destinação dos resíduos recicláveis é uma boa fonte de renda e de compromisso com o desenvolvimento sustentável.

Algumas vantagens são:

  • Geração de renda
  • Diminuição da necessidade de matéria prima
  • Diminuição do impacto no ar, no solo e nos recursos hídricos
  • Diminuição de recursos naturais
  • Geração de empregos
  • Criação de uma consciência ecológica.
  • Diminuição da emissão de gases do efeito estufa.

Coleta Seletiva

coleta seletiva é o recolhimento de resíduos de acordo com a sua tipologia, o que auxilia no processo de reciclagem e cria uma consciência ecológica na população.

A coleta seletiva pode ser feita para qualquer tipo de resíduo, desde resíduos de saúde até resíduos recicláveis. O que vai diferenciar a coleta são as cores das lixeiras e a necessidade do local onde estão instaladas, por exemplo, em um condomínio não faz sentido ter lixeiras para resíduos radioativos. É mais indicado fazer a coleta seletiva dos materiais recicláveis e da matéria orgânica.

A coleta seletiva é o primeiro passo para a reciclagem. É nela que ocorre a separação de cada tipo de resíduo para que se dê o devido tratamento. Em algumas cidades existe a separação entre orgânicos e recicláveis, mas algumas empresas e condomínios utilizam lixeiras de cores específicas para cada material reciclável.

As cores de cada lixeira são:

A separação adequada por cores é importante para facilitar as outras etapas da reciclagem desses materiais ou para seu descarte mais adequado, contribuindo para que esses materiais não sejam destinados a lixões e aterros sanitários sem que se esgote todo o seu potencial.

Precisando implementar a coleta seletiva? Entre em contato com a nossa equipe.

Gostou?

Que tal compartilhar este artigo?

Facebook
Twitter
LinkedIn