Design sem nome (14)

O que é a garrafa PET?7 min read

garra pet

Impossível no dia a dia pensar as nossas vidas sem as garrafas PET. Apesar de ser 100% reciclável e de baixo custo de produção, a garrafa PET quando não reutilizada ou reciclada pode oferecer riscos ao meio ambiente.

História da garrafa PET

Conteúdo

O PET é um material termoplástico utilizado na fabricação de embalagens, especialmente falando de garrafas plásticas de refrigerantes e sucos.

Foi patenteada em 1941 por trabalhadores da Calico Printer’s Association, na Inglaterra. Nesta época o PET era utilizado pela empresa DuPont, para fins têxteis. Apenas na década de 70 que ele começou a ser usado na fabricação de embalagens. Já na década de 90, o governo dos Estados Unidos autorizou o uso do PET para a produção de embalagens de alimentos.

No Brasil, o PET chegou em 1988 e era utilizado na indústria têxtil. Sua utilização como embalagem de bebidas só começou em 1993, por conta dos baixos custos de produção, praticidade e leveza. O que fez com que rapidamente substituísse as garrafas de vidro retornável.

Com o uso em grande escala das garrafas PET, principalmente a partir da década de 1990, um problema ambiental sério surgiu: muitas destas garrafas eram descartadas de forma incorreta e acabavam parando em terrenos, rios, esgotos, mares e matas.

Apesar de ser um material que tornou mais prático o consumo de bebidas, assim como qualquer outro plástico, as garrafas PET também causam impacto ao meio ambiente.

Impactos ambientais

As garrafas PET são um tipo de plástico, por isso elas impactam o meio ambiente quando não são descartadas corretamente. Algumas pessoas, para se livrarem do volume das garrafas, podem pensar em queimar o material. A queima de resíduos pode se enquadrar como crime ambiental se não houver autorização prévia.

As garrafas PET, assim como outros plásticos, são uma fonte de poluição dos oceanos. Em algumas regiões conhecidas como giros oceânicos , que são grandes sistemas de correntes marítimas “circulares” que funcionam como vórtices e relacionadas aos grandes movimentos dos ventos, a poluição é tão grande que alguns ambientalistas afirmam que o plástico já se tornou parte da composição do oceano.

O que agrava o problema é que pode haver geração de microplásticos. Microplástico são partículas de cinco milímetros e possuem a capacidade de absorver compostos químicos tóxicos como os poluentes orgânicos persistentes (POPs). Ao serem ingeridos por algum animal, o microplástico pode tanto matar por asfixia quanto por intoxicação pelos POPs. Além disso, os POPs têm caráter bioacumulativo, significando que ao se alimentar do animal intoxicado o predador também passará a sofrer do mesmo problema.

Na natureza, as garrafas PET podem demorar 800 anos para se decompor, daí a importância de se reduzir o consumo, reutilizar e fazer reciclagem.

Reciclagem

O PET é 100% reciclável e pode ser refundido e moldado várias vezes, mas para que a garrafa possa ser reciclada, é preciso remover a tampa, o lacre e o rótulo (que geralmente são feitos de outro tipo de plástico, o polipropileno). As garrafas são então amassadas e enviadas para companhias que cortam e moem o plástico. Todas as impurezas são retiradas e só então o plástico pode ser usado para fazer novas garrafas, carpetes, camisetas, panos de limpeza, entre outros.

Porém, segundo a Associação Brasileira da Indústria do PET (Abipet), apenas 51% deste produto é realmente reciclado no país. Outro ponto é que existem no Brasil aproximadamente 500 empresas recicladoras gerando em torno de 11.500 de empregos e um faturamento anual de 1,22 bilhão de reais. O problema é que 80% dessas empresas se encontram apenas na região sudeste.

É necessário se pensar em outras alternativas à reciclagem, para que o plástico não chegue ao meio ambientes, são elas:

  • Upcycle: designers já criaram produtos como carregadores de celular, luminárias, banquetas e até mesmo calças jeans utilizando esse tipo de material.
  • Reutilização: as embalagens retornáveis, tanto as de vidro, quanto modelos feitos com PET, estão voltando. E elas são alternativas para o uso excessivo de garrafa descartável.

Cor da garrafa PET pode influenciar na eficácia da reciclagem

Um problema frequentemente apontado pelos fabricantes de embalagens é a falta de homogeneidade na cor do PET reciclado. Por isso, para não afetar o padrão de cor, as embalagens são fabricadas com apenas 10% de PET reciclado.

Uma forma de resolver esse problema seria homogeneizar as cores das garrafas PET. Entretanto, uma forma de mitigar esse problema, por parte do consumidor, é reduzir o consumo ou optar por cores de garrafa PET mais comuns, como a transparente e a verde. Outra sugestão é a utilização de garrafinhas reutilizáveis de alumínio ou aço, sempre as enchendo com água filtrada antes de sair de casa.

Precisa separar e destinar corretamente o plástico da sua empresa? Entre em contato com a nossa equipe!

Gostou?

Que tal compartilhar este artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
aterro zero

O que é Aterro Zero?

A meta de aterro zero ou de resíduo zero ou lixo zero é um conceito que parece novo, mas foi

como vender sucata metalica

Como vender sucata metálica?

Vender materiais que iriam para aterros sanitários é bastante interessante, mas antes de querer vender qualquer tipo de resíduo, é importante que

Índice Dow Jones de Sustentabilidade

Índice Dow Jones de Sustentabilidade

Conteúdo O que é sustentabilidade empresarial? A sustentabilidade pode ser entendida como uma questão de se estabelecer distribuição igualitária de bem-estar associado

aterro zero

O que é Aterro Zero?

A meta de aterro zero ou de resíduo zero ou lixo zero é um conceito que parece novo, mas foi

como vender sucata metalica

Como vender sucata metálica?

Vender materiais que iriam para aterros sanitários é bastante interessante, mas antes de querer vender qualquer tipo de resíduo, é importante que

aterro zero

O que é Aterro Zero?

A meta de aterro zero ou de resíduo zero ou lixo zero é um conceito que parece novo, mas foi

como vender sucata metalica

Como vender sucata metálica?

Vender materiais que iriam para aterros sanitários é bastante interessante, mas antes de querer vender qualquer tipo de resíduo, é importante que